Você sabia que a prevenção pode ser o melhor tratamento para dores lombares?

Escrito por: Prof. Ft. Bruno Martins

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a dor lombar é a segunda causa de visita de pacientes aos médicos, só perde para dor de cabeça. O problema atinge mais de 80% da população mundial. No Brasil, 50 milhões de brasileiros apresentam tal queixa por ano. Os sintomas e sinais de lombalgia vão desde ligeiros desconfortos, dores, queimações, crises com “travamentos” e até incapacidade de ficar com o corpo ereto para caminhar ou até mesmo manter-se em pé. Os médicos dizem que dor na lombar tem muitas causas, incluindo má postura, excesso de peso, uma instalação ruim no trabalho, falta de exercícios e alongamentos. Felizmente, muitos deles são evitáveis e tratáveis.

A dor pode variar de intensidade e local, alguns pacientes podem apresentar dor local precisa, enquanto outros podem ter uma dor em queimação, ou dores que irradiam para o membro inferior dando, além da dor, um formigamento, que faz com que até mesmo os movimentos mais simples fiquem difíceis. Para reduzir o risco de dor lombar, é importante identificar sua causa no estilo de vida ou fatores ambientais para realizar algumas mudanças que evitem ou eliminem as dores lombares.

A seguir, algumas recomendações que podem prevenir ou reduzir o seu risco de dor lombar:

1 –  Ouça o seu corpo!

Se estiver sentindo dor durante alguma atividade, pare, mude, tente de outra forma mais confortável.

2 –  Transforme ergonomicamente o seu ambiente de trabalho.

Use uma cadeira confortável, apoie os pés no chão com os joelhos em um ângulo de 90 graus. A tela do seu computador deve estar exatamente ao nível dos olhos, e a posição do teclado deve estar de maneira que seus braços fiquem em 90 graus ou um pouco menos.

3 – Ande, levante, mova-se.

A cada hora, levante-se e movimente-se, de preferência caminhe.

4 –  Pegue objetos no chão ou no armário de forma correta.

Ao pegar caixas ou objetos no chão, mantenha sua coluna reta e dobre os joelhos.

5 –  Faça alongamentos.

Realize alongamentos simples para os membros superiores, inferiores e cervical, no mínimo uma vez ao dia.

6 – Pratique um esporte ou atividade física regularmente.

Além da prevenção da dor lombar, a atividade física fortalece os ossos, as articulações e os músculos, proporciona uma maior flexibilidade, diminui o estresse, reduz a ansiedade, dentre outras vantagens.

Outra opção de tratamento que vem ganhando destaque no Brasil e no mundo é o tratamento com Osteopatia e terapia manual. A Osteopatia utiliza as mãos para examinar a lombar e outras partes do corpo, como as articulações, tendões, ligamentos e músculos, tratando a dor e a restrição durante o movimento, que sinalize uma lesão ou função prejudicada. A Osteopatia usa ainda diversas ferramentas de diagnóstico e tratamento e vem sendo uma ótima opção de tratamento para pessoas que apresentam dores lombares.



Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>