Tratamento osteopático melhora a capacidade auditiva

Escrito por: Profº José Eduardo de Lima Souza, D.O, MRO (Br)

Filosoficamente, a Osteopatia avalia o corpo humano na sua totalidade, sem subdivisões de tecidos e/ou sistemas (Unidade do Corpo). Nos últimos anos, a Osteopatia vem alcançando espaço no tratamento de dores na coluna vertebral, ciatalgias, dentre outras; no entanto, os efeitos do tratamento osteopático não se restringem apenas ao sistema musculoesquelético. A eficácia do tratamento craniano mostra-se significante tanto no âmbito clínico quanto científico.

As disfunções cranianas podem provocar alterações na capacidade auditiva e é comum o paciente procurar atendimento quando essas alterações são percebidas. Diversas doenças são associadas à diminuição da audição e o campo de atuação do osteopata é por meio do tratamento do osso temporal, tendo em vista que a disfunção nesse osso pode vir decorrente de vários sistemas. Podemos atuar sobre o tímpano de forma indireta, pelas estruturas periféricas, por meio do osso temporal, asa maior do osso esfenoide (o músculo tensor do tímpano tem sua inserção sobre sua espinha), cervical, as estruturas da articulação temporomandibular (ATM), dentre outros.

O olhar treinado de um osteopata pode levá-lo a constatar assimetrias no rosto do paciente como um olho mais aberto ou mais baixo que o outro, uma orelha mais aberta e mais alta que a outra. A partir dessa constatação e de um domínio de anatomia e fisiologia, é possível correlacionar o sintoma ou doença com disfunção craniana.

As disfunções no crânio podem vir decorrentes de trauma ou no nascimento do bebê, um mau posicionamento durante a formação do bebê e um aumento das tensões na hora do parto pode ser determinante para o desenvolvimento dos ossos do crânio, qualquer disfunção corporal produz tensões ligamentares, e no crânio produz tensões membranosas. A diminuição da audição, na maioria das vezes, está presente nas queixas secundárias dos pacientes. Um estudo com o objetivo de investigar se o tratamento osteopático é capaz de influenciar a capacidade auditiva em indivíduos saudáveis obteve resultados satisfatórios.

O estudo realizado no Centro de Especialidades Médicas (CEME) recrutou 10 indivíduos que realizaram dois exames: audiometria e imitanciometria por um fonoaudiólogo. Em seguida, os indivíduos eram submetidos ao tratamento osteopático com as técnicas de crânio e, logo após o tratamento, os dois exames eram refeitos pelo mesmo fonoaudiólogo e comparados aos exames iniciais. O resultado mostrou melhora nos dois exames após o tratamento usando técnicas osteopáticas craniana; diante disso, mostrou que o tratamento osteopático craniano pôde influenciar diretamente a capacidade auditiva em indivíduos saudáveis.



Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>