Perna curta pode causar disfunções osteopáticas

Profa. Anna Claudia Lança

O comprimento dos membros inferiores pode alterar a posição estática e gerar diversas disfunções osteopáticas adaptativas na nossa coluna vertebral, quadril, joelhos e pés, sendo um fator que contribui para inúmeros sintomas nessas regiões. Um terço dos nossos pacientes apresenta uma perna curta verdadeira, porém é muito importante sabermos diagnosticar uma falsa de uma verdadeira perna curta. As causas mais frequentes de uma perna curta verdadeira estão associadas a fatores traumáticos e a má reprogramação primária da marcha.

As posições viciosas estáticas que acompanham essa deformidade do mesmo lado da perna curta são: pé varo, joelho varo, pelve posterior mais baixa. Com isso, inúmeras disfunções osteopáticas adaptativas se instalam, por exemplo: chopard alto, talos antero-interno, calcâneo em rotação externa, cabeça da fíbula posterior, lateralidade externa de joelho, compressão do menisco medial, coxofemoral em rotação externa e anterior, ilíaco posterior, rotação homolateral de L5, etc. importante salientarmos que todas as posições viciosas estáticas e disfunções colocam sobre estresse mecânico todos os tecidos (musculoesquelético, cápsulo ligamentares, discos, articulações), que, quando associados com gestos mecânicos, podem gerar dor ou aparecimento de doenças, tais como: hérnias, tendinites, síndromes facetarias, artroses, entre outras. Clinicamente, observamos uma tendência de a sintomatologia ser contralateral à perna mais curta quando ela for inferior a cinco milímetros e sintomatologia homolateral quando a diferença de membro for superior a cinco milímetros. Muitos pacientes têm se beneficiado desse diagnóstico e tratamento. Em nossa experiência clínica, fica evidente a importância da correção dessa deformidade. Temos observado o benefício dessa intervenção em inúmeros pacientes.

 



Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>